sexta-feira, agosto 31, 2007

quinta-feira, agosto 30, 2007

PORTO SANTO

VILA BALEIRA - PORTO SANTO(Lisboa) De volta ao trabalho o refúgio nas imagens da tranquilidade do Porto Santo. Longe das queixas de toda a gente, do stress de toda a gente.

quarta-feira, agosto 29, 2007

SÁ RECUSA COLABORAR COM PROTESTE

(Lisboa) Segundo informação da Revista Proteste, a cadeia Hiper Sá recusou colaborar com o estudo da mesma sobre compras em supermercados e hipermercados. A verdade é que quem fica com menos informação e liberdade de escolha é o consumidor. Enfim, também fiquei a saber que foi o segundo ano consecutivo em que esta situação se registou. Ficamos todos a perder.

terça-feira, agosto 28, 2007

segunda-feira, agosto 27, 2007

A FESTA DO PS - REACÇÕES

(Lisboa) Toda a gente sabe que é muito difícil fazer oposição na Madeira. João Carlos Gouveia mesmo antes de ser líder do PS-Madeira já sentiu essa dificuldade. A dificuldade da palavra, do pensamento livre. Tenho lido muitos desses blogues do copy paste, desses cujo 50% +1 do conteúdo é retirado de outros sítios, assalariados laranjas, vendidos ao pensamento musculado dominante e em nenhum deles se sente liberdade. Sente-se uma vontade artificial de agradar a bufos. E como há bufos por aí.

Nunca os vi a porem em causa um cidadão que a todos insulta: incluindo a República e os seus representantes. Nunca os vi a porem em causa a chamada sucessão no PSD-Madeira. Afinal de contas a Madeira é uma monarquia ou uma democracia? Sucessor? Que é isso de delfins? Acham eles que é uma coisa democrática. Mas que modelo democrático tem esta gente dos blogues laranjas? Será que estão a pensar na vidinha?

domingo, agosto 26, 2007

ESTADÃO CONTRA BLOGS?

CAMPANHA DO ESTADÃO (Lisboa) Não me parece que os autores da campanha do Estadão quisessem diminuir os blogs. O que acontece é que há muito site por aí (e muitos blogs também) que não se importam de copiar e colar textos integrais de outros autores, publicados em revistas e jornais com suporte electrónico. Não se inibem também de publicar fotografias sem pedir autorização aos seus autores e o mesmo se aplica a cartoons, desenhos e esquemas técnicos. O grave é que muitos blogues contêm uma percentagem não desprezável de conteúdos copiados na íntegra. Não são resumidos, não se tira a parte essencial, nada. Simplesmente selecciona-se o texto e cola-se na janela do nosso blog. Isso é um desrespeito do tamanho do mundo para com o autor das linhas que muitas vezes nem mencionado é.

Outra questão que é levantada por esta campanha é a credibilidade de muitos sites. Toda a gente sabe que convém sempre confirmar a fonte. É como ir a dois médicos para ver se os sintomas têm a mesma interpretação. Na Internet isso é ainda mais válido.


A publicação de conteúdos de fraca qualidade existe nos blogs e nos restantes formatos. Jornais, televisão, rádio, todos têm esse problema.

JOÃO CARLOS GOUVEIA

(Lisboa) Em entrevista ao Diário de Notícias da Madeira foi bem. Dá a entender que a estratégia está bem traçada. Para ler clique aqui. Será que vai ter de pagar mais €35.000?

Se a moda pega João Carlos Gouveia vai ser afastado por endividamento excessivo. Esse foi um julgamento que eu e muita gente nunca percebeu.

sábado, agosto 25, 2007

PORTO SANTO

PORTO SANTO - VILA BALEIRA(Lisboa) Numa quente tarde de Agosto de 2007. A praia não estava muito cheia. A tranquilidade a meio do Atlântico. No Largo do Pelourinho as esplanadas estão completas ou perto disso. É hora de almoço. Algumas pessoas estão sentadas nos bancos que têm sombra. No Cais da Cidade (sim, Vila Baleira é cidade!) dois jovens olham para as mulheres que passam com ares de cobiça. O calor ajuda.

Que profissões poderiam beneficiar destas latitudes? Talvez a investigação fosse bem acolhida nesta ilha. Um observatório astronómico.

Muita gente me pergunta o que há para fazer no Porto Santo. O quê que há para fazer?! O que se quiser fazer. A imaginação é o limite. Que vida boa estar sentado ou deitado nesta praia a olhar o horizonte nos intervalos de uma boa leitura de jornais ou de um bom livro. Correr na praia, ir ao Pico do Castelo, nadar, ouvir música. Não me digam que não há nada para fazer no Porto Santo. Se não arranjarem nada para fazer não é por que estão neste ou naquele lugar: é por que estão deprimidos!

domingo, agosto 19, 2007

A CULTURA DO CARRO

(Lisboa) Existe solução sim. A cultura do carro não é solução. São Paulo tem os mesmos problemas de Lisboa. Vídeo sobre a cultura do carro.

RECICLAGEM DE ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO INDESEJADOS

(Lisboa) Chega o Verão e é sempre a mesma coisa. Levam os animais para longe de casa e abandonam os pobres coitados. Cartoon de Rodrigo de Matos aqui. É tanta a indiferença e a insensibilidade!

URL DINÂMICO VS ESTÁTICO

(Lisboa) Matt Cutts tira dúvidas sobre URLs dinâmicos e estáticos e qual a sua definição. A definição se um URL é estático ou não não depende se tem um ponto de interrogação no seu texto. A definição é também mais simples do que essa. URL estático é todo o URL que não envolve um processamento adicional da parte do servidor. Explicando de outra forma, será um URL que será apresentado a mim, a você e a todos os outros utilizadores da Internet que o solicitem de igual maneira.

sábado, agosto 18, 2007

CÂMARAS SEM DINHEIRO PARA TRANSPORTES ESCOLARES

CÂMARAS SEM DINHEIRO PARA TRANSPORTES ESCOLARES(Lisboa) Quando vi esta notícia no Diário de Notícias há uns dias atrás fiquei a pensar no dinheiro que se gasta em mandar vir areia clara de Marrocos para as nossas praias nessa moda novo rica. Será que não há mesmo dinheiro? Dinheiro sempre houve e sempre haverá. O que mudam, ou melhor, o que custa a mudar, são as propriedades que cada um de nós tem. Quando se limita o futuro de alguém estamos a limitar o futuro de todos nós.

Pior que ser pobre é ser pobre e ignorante. O que nos salva é a educação.

quarta-feira, agosto 15, 2007

PORTO DA CRUZ

PENHA DE ÁGUIA(Lisboa) Penha D'Águia, Porto da Cruz.

Pôrto da Cruz (Freguesia do) Saindo do sul desta ilha em direcção ao norte e dobrando a Ponta de S. Lourenço, depara-se-nos a primeira das freguesias que constituem aquela acidentada costa. É o Porto da Cruz. Provém-lhe o nome de terem os primeiros exploradores deste lugar arvorado uma cruz na pequena enseada que lhe serve de pôrto.
in Elucidário Madeirense

segunda-feira, agosto 13, 2007

PORTO SANTO - LARGO DO PELOURINHO

CENTRO DA CIDADE VILA BALEIRA(Lisboa) Cidade Vila Baleira desde 1996. Antes desse ano, Vila Baleira só. À esquerda a Câmara Municipal do Porto Santo. À direita a igreja. Também à direita fica o restaurante bar Bahiana, mas não aparece na imagem. Um dos primeiros restaurantes que conheci no Porto Santo e dos únicos que consigo lembrar-me do nome. É também à direita que fica o Centro Cívico, uma construção recente.

Confesso que faço muitas pesquisas na Internet mas tive alguma dificuldade em encontrar alojamento no Porto Santo a partir do Google. No sítio da Câmara podemos encontrar algumas sugestões de apartamentos, hotéis e parque de campismo. É na secção Guia Prático.

quinta-feira, agosto 09, 2007

RIBEIRA BRAVA

RIBEIRA BRAVA
RIBEIRA BRAVA
(Funchal) Esta primeira imagem que vos apresento, caros leitores, é da Vila da Ribeira Brava. Tirada em Agosto de 2000. Numa tarde quente como antigamente era próprio desta altura do ano. Hoje tudo o que seja incomodativo leva o selo de alterações climáticas, quer sejam mesmo ou não. São os tempos modernos da fé na pseudo ciência.

A segunda imagem é da Vila da Ribeira Brava tirada hoje, no mesmo local. No miradouro. Para ir ao miradouro é necessário chegar ao centro da Vila, atravessá-la e subir pela a estrada que antigamente nos levava ao Funchal pelas encostas da costa sul da Madeira.

O Miradouro tem espaço para parar carros. Nunca lá fui e encontrei muita gente. Normalmente só se encontram forasteiros. O povão está todo lá em baixo, na Vila, a comprar, na praia, na esplanada a navegar na Internet. De facto, aceder à Internet, na rede sem fios, disponível no centro da povoação é grátis. Curioso e de louvar! Não é normal nesta terra que é minha se investir dinheiro em qualquer coisa que não se vê como é uma rede sem fios.

RIBEIRA BRAVA
Infelizmente também há quem não saiba cuidar do seu lar, da sua terra, da sua ilha e venha cá cima atirar o microondas. Acontece que o lixo não desaparece por estar longe da nossa vista.

RIBEIRA BRAVA
Nestes poucos anos em que estive longe da Ribeira Brava muita coisa mudou. Ainda bem que não meteram areia branca ou amarela na praia. Esta moda parece que veio para ficar. Desde que haja dinheiro muitos autarcas acham muita piada em ir buscar areia a Marrocos e jogá-la aqui. Umas ideias para gastar dinheiro: colocar internet sem fios nas localidades gratuita para toda a gente.

RIBEIRA BRAVA
RIBEIRA BRAVA
Segundo o Elucidário Madeirense o nome desta vila e também concelho vem do facto da ribeira ser furiosa mas não parece. Noutros pontos talvez dê para perceber essa fúria. Lê-se também no mesmo livro que estas terras são muito férteis. Passeando pelas ruas também se nota muita fertilidade no ar e no corpo das locais.

RIBEIRA BRAVA
O Forte de São Bento.

Do lado esquerdo para quem está virado para o mar encontra-se um pequeno porto de abrigo. Antes de chegar ao porto pode-se subir por uma escadinha com degraus de madeira aparafusados a uma estrutura metálica de aparência muito frágil e em espiral que dá acesso a outro miradouro para a vila.

RIBEIRA BRAVA

RIBEIRA BRAVA
Uma das últimas alterações na Vila da Ribeira Brava foram estes cotovelos que entram pelo mar dentro porporcionando aos banhistas um mar mais calmo.

RIBEIRA BRAVA
O Porto da Ribeira Brava.

IGREJA DA RIBEIRA BRAVA
A Igreja da Ribeira Brava. O padroeiro da Ribeira Brava é, salvo erro, São Pedro.

CÂMARA MUNICIPAL DA RIBEIRA BRAVA
A Câmara Municipal da Ribeira Brava.


PORTO SANTO

PORTO SANTO
(Funchal) Para mim continua a ser uma das Maravilhas da Madeira. Não foi oficialmente nomeada mas é uma maravilha. Mesmo com os hoteis, mesmo com os carros, mesmo com os preços. O Porto Santo é um local paradisíaco e ainda desconhecido de muitos portugueses que preferem ir para outros locais do país também eles muito bonitos.

Ainda não foi desta vez que subi até lá cima (Pico do Castelo). Da última vez que cá estive ainda subi um pouco. Desta vez apenas fiquei a ver de longe. Lá em cima a vista deve ser fantástica.

RALI VINHO MADEIRA - EDIÇÃO 2007

RALI VINHO MADEIRA 2007

(Funchal) O Rali acabou. O Berardo é notícia pelo Benfica e pelo BCP. Alberto João Jardim não quer o novo projecto de carreiras na Madeira. No Santo da Serra são atiradas garrafas à polícia. Assim vai a Madeira.

Sexta-feira passada houve, por causa do Rali, tolerância de ponto para todos aqueles que trabalham na função pública cá na Ilha. Segundo dados do Diário de Notícias da Madeira, na função pública aqui na terra trabalham 23.706 trabalhadores mais 3.519 nas câmaras. Isso, segundo a mesma fonte, representa 22% da população activa.

VICTOR SÁ NO RALI VINHO MADEIRA

Os donos do poder na Madeira não mudam por que sabem domesticar bem o seu povo. Há certas coisas que são muito confortáveis. Muitos de nós preferimos ter estes pequenos confortos e estar mais limitados em muitas outras coisas do que sermos mais disciplinados e ter um potencial de crescimento mais alargado. São escolhas.

Uma das medidas que implementaria se fosse Presidente do Governo Regional da Madeira seria acabar com estas tolerâncias de ponto por tudo e por nada. Uma medida muito pouco popular. Seria difícil vender esta ideia em campanha. Ninguém iria votar em mim. São os maus hábitos que quando se instalam nunca mais se desinstalam ou são muito difíceis de erradicar.

Estas fotografias foram tiradas na Avenida Arriaga, na passada Quinta-feira, dia de partida de mais uma edição do Rali Vinho Madeira. A estrutura de madeira que serve de partida para os carros voltou à Avenida Arriaga. Os carros estavam todos concentrados perto do edifício do Banco de Portugal para a classificativa da Avenida do Mar.

FUNCHAL - PARTIDA PARA O RALI VINHO MADEIRA

ESTACAS DE METAL PARA TODOS

RUA 31 DE JANEIRO - FUNCHAL - ILHA DA MADEIRA
(Funchal) Sempre fui contra a instalação de estacas de metal ao longo dos passeios na nossa cidade do Funchal. Tornam os passeios em corredores, em canalizações de pessoas. A circulação fica muito condicionada com estas estacas de metal espalhadas por toda a cidade. O argumento inicial era dificultar os estacionamentos dos carros, tornar impossível estacionar em cima das vias reservadas aos peões não precisando assim a polícia ou qualquer autoridade intervirem. Para além de achar esse argumento ridículo porque as regras e leis aplicam-se e são para serem respeitadas independente do gosto individual de cada um ou da falta de pachorra dos que têm de garantir a sua aplicação, os mesmos carros continuam a parar não em cima dos passeios mas mesmo ao lado. Não admira, no entanto, esse argumento ser usado, já que vivemos numa terra onde nem os maiores responsáveis se incomodam de promover a desobediência às regras. O tradicional não vai demorar nada, é só um bocadinho. Ligam-se os quatro piscas e quem vem atrás que se lixe! E é ver os da faixa da esquerda todos contentes a passar, os da faixa da direita a fazerem pisca para a esquerda todos stressados e lá conseguem se meter provocando buzinadelas dos que circulam pela faixa desocupada. O pobre condutor volta ingenuamente a passar para a faixa da direita e volta a encarar outro ilustre cidadão com os quatro piscas ligado.

Vale tudo para colocar os quatro piscas ligados: comprar o jornal, esperar alguém que vai sair do prédio, meter umas caixas no porta bagagem, tudo serve de desculpa para se causar a confusão. Na rua 31 de Janeiro chegam a ser quatro ou mais carros parados entre cada cruzamento de passagem sobre as pontes que cruzam a Ribeira de Santa Luzia. Na prática e nestas circunstâncias, toda a faixa da direita fica com a circulação comprometida ficando esta rua com apenas uma faixa. Problema: as pessoas estão a ficar muito dependentes do carro para tudo e mais alguma coisa, têm de parar mesmo em frente do seu destino, não podem perder nem mais um segundo. Andar de transporte público é daquelas coisas que ainda fica mal. Solução: a polícia precisa de ser mais dura. Nos sítios onde é proibido parar quem não perceber vai ter de ser multado.

Deixem-vos contar uma pequena história passada num daqueles países considerados de terceiro mundo, comparado com o nosso. Uma vez, em Paris, uma motinha passou no vermelho do semáforo e apareceu logo um carro com POLICE escrito nas portas a persegui-la. Nós aqui não temos disso porque a própria polícia deixa passar. Eles próprios, como se vê na imagem, usam a indisciplina geral para uso próprio. Se as regras são cumpridas cai por terra a necessidade que alguns viam em colocar estacas de metal por toda a cidade. Quem diz estacas de metal também diz bolas de pedra ou vasos quase uns em cima dos outros como acontece na Rua Fernão de Ornelas.

quarta-feira, agosto 01, 2007

CARTOON DE RODRIGO SOBRE O ABORTO

CARTOON DE RODRIGO
(Lisboa) O cartoon é de Rodrigo de Matos que nos presenteia várias vezes por semana com a sua arte. Autorizado pelo autor, aqui reproduzo-o. Podem encontrar mais cartoons do Rodrigo no sítio Os Cartoons do Rodrigo. Também é colaborador regular do Expresso no sítio Humoral da História.